facebook googleplus Sem título-1playSem título-1Sem título-1twitter whatsappyoutube
Artigos e Análises

Preview especial em conjunto com o Resident Evil Database

Atenção: depois de muitos dias de silêncio a respeito da demo “Lantern” de Resident Evil 7, nós decidimos fazer um preview especial em parceria com uma das maiores fãs da série no Brasil, Monique Alves, do Resident Evil Database e do Horror Database. Em uma conversa rápida, Monique (letras comuns) e Diego (letras com negrito) avaliaram os pontos que mais chamaram a atenção deles na demo jogada durante a BGS 2016:

A Brasil Game Show já passou, mas eu preciso conversar com alguém sobre a demo “Lantern”, de Resident Evil 7, que me fez pular da cadeira. Foi só comigo isso, Monique?

Acho que eu estou tão acostumada a jogos de terror que não pulo mais da cadeira, Diego. Mas em compensação eu xingo, e muito! E eu xinguei!

Xingou?! Como assim? A demo é maravilhosa!

Ah, não, espera. Não me expressei bem: é que quando levo sustos eu xingo, o que quer dizer que levei alguns na demo Lantern!

Ufa, agora sim. Eu já até tenho uma ideia de qual vai ser a sua opinião, mas a minha é de que sim – em termos de horror, este é um legítimo Resident Evil e a Capcom acertou na dose. Você concorda ou não?

Eu concordo. Muita gente tem reclamado de ser um jogo em primeira pessoa e de estar muito parecido com Outlast e PT. Mas cá entre nós, eu adoro Outlast e PT foi uma das melhores, se não a melhor, coisas do terror nos videogames na atualidade. Então, não tenho do que reclamar!

02
Se imagine correndo nesta direção e, ao se aproximar, descobrir que não há chão

Sim, concordo que estes dois jogos são muito bons e que não tem problema RE querer entender e aplicar conceitos semelhantes. PORÉM, eu estou entre os preocupados com a mudança para 1ª pessoa por um motivo simples: normalmente, os personagens destes jogos em 1ª pessoa não são muito explorados, pois a intenção do jogo é fazer com que você (jogador) se sinta o protagonista. Em uma série com personagens tão marcantes, isso não pode se tornar um problema?

Acho que tudo depende de como a trama será contada. Veja Bioshock Infinite, que também é em primeira pessoa, mas os personagens têm o seu charme especial em meio aos demais aspectos do jogo.

Verdade. Acho que eu só estou passando por um momento de adaptação, confesso que eu tive esperança de que o personagem seria alguém já conhecido na série. Um outro questionamento antes de falarmos da demo em si: ninguém sabe como será feito o link entre o 7º jogo e o universo de RE que já conhecemos. Você acha que vai ser uma parada tipo na abertura, relembrando os eventos de Raccon City, ou algo que realmente vamos perceber durante o gameplay?

Apesar de aparentar não haver ligação com os outros jogos, eu vi o produtor Masachika Kawata dizer que vamos nos surpreender. E eu quero confiar nisto. Também acho que este frescor de uma nova situação completamente inédita era necessário na série, para a gente se sentir de novo naquela coisa que sentimos com o primeiro jogo. Olha, 20 anos de franquia não é fácil segurar.

Estes são alguns dos personagens que vimos na primeira demo. Lembra?
Estes são alguns dos personagens que vimos na primeira demo. Lembra?

É como aprendemos em Batman: ou você morre um herói ou vive o suficiente para se tornar um vilão (ou simplesmente mudar, mas fica menos dramático).

Se reinventar é preciso, e RE4 é a prova viva disso. Muita gente reclamou das mudanças na época, e eu fui uma delas. Me dá um desconto que eu era criança! Enfim, hoje eu entendo as coisas bem melhor e mudar às vezes é preciso mesmo.

Bom, agora vamos à demo: como o Fábio Santana (Gerente de Relações Públicas da Capcom) nos explicou, Lantern se trata de um trecho do game que estará na versão final e será acessado por meio de fitas de vídeo jogáveis, que substituem os clássicos files. O que você achou da parte visual desta fita em particular? Na boa, o estilo me deixou bem animado.

Eu gostei bastante, e me agrada isso de poder interagir com os “files” do jogo! Ninguém mais lê as coisas, tudo tem que ser imediato, então ponto para eles.

Pois é, todo mundo é um pouco mais imediatista hoje. No entanto, se quiserem acrescentar pelo menos umas folhinhas no jogo, eu vou caçar todas sem pensar duas vezes. Com relação ao novo gameplay neste esquema mais furtivo, você achou que está tudo funcionando bem? Se esconder daquela velha doida foi fácil para você? Eu cheguei a morrer uma vez…

Eu morri algumas! Primeira pessoa é um problema para mim, porque eu fico um pouco desnorteada, mas achei que funcionou bem na construção da tensão.

Percebi isso assistindo sua última live de Outlast, que foi muito legal por sinal hahahaha

E eu acho até que a primeira pessoa, combinada com o VR, vai ser mesmo a melhor forma de imersão e de construção deste suspense que falta na série.

Um dos muitos momentos em que você torce para não ter sido visto
Um dos muitos momentos em que você torce para não ter sido visto

Sim, o VR vai ser de grande ajuda para o jogo de forma geral. Uma pena que não tenho ideia de quanto vai custar. Se alguém quiser nos patrocinar, eu topo fácil. Com relação à trilha sonora/efeitos sonoros, a gente sabe que Resident Evil sempre optou por não utilizar músicas o tempo todo, para criar mais suspense e até pelo choque do susto que pode vir a qualquer hora. Na demo, o que mais te marcou? Os passos da mulher? Sua respiração? As vozes?

Acho que uma combinação de tudo. Não basta só ter uma trilha boa, tem que saber a hora de colocá-la, e até o silêncio pode ser uma trilha impecável na hora certa. Veja o silêncio da noite, não dizem que muita gente tem medo do escuro e fica ali, na tensão de um barulho, um estalo, um sussurro?

Com certeza. Eu diria que eles acertaram em tudo com relação aos sons na Demo. Outra coisa que eu adorei foi que eu precisei fazer um puzzle para chegar ao final de um “file”, tipo: quantos puzzles será que o jogo vai ter no todo, então?! Esta é a parte que mais me deixa ansioso.

Por mim, quanto mais, melhor! Vamos botar a galera para quebrar a cabeça como nos jogos clássicos da série! Que saudade dos puzzles, de “empacar” na solução deles… Prefiro isto a empacar em inimigos chatos.

"Vai embora, vai embora, vai embora"
“Vai embora, vai embora, vai embora”

Ah, nem compara. Uma coisa que sempre me deu bastante orgulho em RE é a exigência de uma certa “inteligência”. Sabe? Não que em outros jogos você possa ser tapado (embora isto sirva em alguns casos), mas é legal sentir que você realmente superou um obstáculo. Aliás, você resolveu rápido o puzzle de Lantern?

Eu prezo por jogos que testem minha inteligência, e não a minha capacidade de mirar no nariz do inimigo, porque ali é o ponto fraco dele. Mas sim, o PR disse que fui a pessoa mais rápida (até aquele momento) a resolver o puzzle! Que orgulho! Ou ele diz isto para todos, vai saber! (risos)

Bom, eu não ouvi isso não… :/

Ah, não? Tá, confesso que estou me sentindo uma gênia dos puzzles agora!

hahahahahaha Vamos ver quem vai zerar o jogo primeiro. Aceita o desafio?

Querido, eu não resisto a um desafio! Aceito!

Veremos quem é o melhor, então. Faltou falarmos algo da demo? Trilha, gameplay, visual, conceito e contexto já foi.

Como desta vez não tinha como testar com o VR, vamos ficar devendo falar disso. Mas eu até agradeço, porque testar a primeira demo com VR na E3 me deixou muito mal, e eu aproveitei pouco a experiência…

Nossa, sério? Tipo, você ficou tonta?

Eu fiquei tonta e meu estômago revirou, passei bem mal, e ouvi dizer que muita gente também se sentiu mal…

Bastante gente fala isso sobre VR. Imagino que os jogos de ação, principalmente, não vão ser tão democráticos nesta plataforma. Meu, mas como foi ficar dentro daquela casa da primeira demo?! 

Com o VR? Foi nauseante, talvez sirva como uma forma de limitação para o jogo, aumentando a tensão, mas sei lá, não investirei no VR por razões financeiras e por ser algo que me faz mal.

Deu ruim aqui
Deu ruim aqui

Bom, acho que eu preciso testar logo para ver se concordo. Monique, valeu mesmo por participar da primeira análise/preview conjunta do Pix Stop. Por favor, deixe suas informações para quem quiser acompanhar seu trabalho! 

Eu que agradeço pelo convite, foi muito divertido! Gostei do formato! Vocês podem me encontrar no site www.residentevildatabase.com, ou no www.horrordatabase.com, agora que nosso site está expandindo, e nas redes sociais: estamos no Twitter (residentevildb), Facebook e Instagram (/residentevildatabase) e no YouTube (/residentevildatabase). Valeu, pessoal!

Compartilhe:

Comentários: